Você tem dificuldade para gerir o seu tempo?

Se a sua resposta foi um sonoro “SIM” e se isso te acalenta, você não está sozinho! Esse é um dilema que aflige a grande maioria dos seres humanos. Principalmente em uma época que temos incontáveis formas de distrações que tiram o nosso foco, distrações essas, que vão do celular às redes sociais e que se tornaram um vício para muitos.

O tempo, ou a falta dele, é uma das desculpas “perfeitas” para argumentar algo que deveria ter sido feito e não foi.

Uma boa Gestão do Tempo, nada mais é que a nossa capacidade de fazer escolhas e priorizar aquilo que vai trazer resultados para a nossa vida, que contribuirá com o alcance dos nossos objetivos e, portanto, também será favorável para que sintamos mais feliz e realizados. Nada melhor que a sensação de dever cumprido, não é verdade?

E por falar em escolhas, o tempo todo, mesmo que sem perceber, estamos realizando escolhas. Elas vão desde coisas muito simples, como por exemplo, o que vestir, comer, a que horas acordar ou dormir, abrir uma rede social, responder ou ficar calado…, até escolhas mais complexas que causarão grandes impactos em nossas vidas: casar ou ficar solteiro, ter ou não ter filhos, fazer medicina ou música, viajar para exterior ou ficar próximo da família, juntar dinheiro para realizar um sonho ou gastar com trivialidades e por aí vai…

O fato é que mesmo as pequenas escolhas influenciam em nossa vida, pois se forem boas se tornaram uma virtude, mas se forem ruins podem se tornar um vício.

Além disso, muitas das nossas escolhas são feitas no automático, sem qualquer reflexão, o que pode trazer consequências drásticas para a nossa vida.

Portanto, tomar consciência das nossas escolhas e como cada uma delas está conectada com os nossos objetivos faz toda a diferença!

E para fazer as melhores escolhas é importante pensarmos em nossos objetivos, definir as ações que nos levarão até eles e traçar um plano com as atividades e atitudes que precisamos adotar.

Vou ser mais específica: se o seu objetivo é se tornar referência em sua área de atuação, precisa definir quais ações e comportamentos precisa adotar e quais precisa eliminar. Feito isso, fica mais fácil priorizar aquilo que precisa ser feito e que vai contribuir com o seu objetivo.

É como diz o antigo ditado popular “você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você”. Portanto, que sejamos mais conscientes das nossas escolhas!

Esse é um tema complexo e não tenho a intenção de esgotá-lo em um simples artigo, mas fazê-lo refletir sobre como tem usado um dos bens mais preciosos, que é a sua vida, pois tempo é vida e quando usamos mal o nosso tempo estamos usando mal a nossa vida. Pense nisso!

 

Posts Relacionados

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: